11 Exemplos De Anúncios Do Facebook Que De fato Funcionam (e Porque)

24 May 2018 18:19
Tags

Back to list of posts

091710_1988-vi.jpg Os riscos existem, tal dentro quanto fora da sala de aula. O mundo da internet é cheio de conteúdos, dos mais tipos diversos, bons e ruins. Golpes de hackers, falsas propagandas e conteúdos indesejáveis, como pornografia, incitação e práticas de racismo, intolerância, ódio e preconceito das mais variadas maneiras estão à insistência na rede.É necessário que professores e pais conheçam as tecnologias pra prevenir incidentes e façam um serviço sistemático sobre isto exercício seguro das tecnologias pelas moças, adolescentes e jovens, aprimorando o diálogo sobre o assunto vida digital. Uma ação interessante de precaução e de promoção do emprego ético e seguro das Tecnologias da Detalhes e Intercomunicação (TIC) são as atividades de sensibilização e criação de multiplicadores da Safernet e o teu canal gratuito de socorro e orientação. Os atendimentos de psicologia on-line salientam dúvidas, ensinam maneiras seguras de uso da Web e bem como orientam garotas e adolescentes a respeito de situações de agressão on-line.Claro está que o emprego de tecnologias não tem que ser um oponente da educação. Existem muitas possibilidades de passar e englobar o uso de smartphones como plataforma pedagógica. Para essa finalidade, é preciso argumentar o foco no ambiente escolar e adotar políticas pra emprego dos dispositivos móveis na universidade. Concentrada a estas alterações, a UNESCO lançou em 2013, um guia (em inglês) com recomendações para interessados em adicionar tecnologias móveis pela faculdade.A organização acredita que o uso das tecnologias em sala de aula é qualquer coisa pedagogicamente considerável. O Site Educação selecionou algumas orientações pros educadores lidarem com o conteúdo. Prevenção permanente: realize debates com conversas sobre isto modo e ética nos ambientes virtuais no dia-a-dia e discutir com os estudantes a melhor forma de agir.Chamar especialistas pra doar palestras e participar destas iniciativas bem como é válido, porque enriquece o debate. Indicação sobre isto privacidade: No celular, aplicativos como WhatsApp e Snapchat propiciam a disseminação rápida, e diversas vezes não autorizada, de conteúdos privados. É importante aconselhar os estudantes a avaliar se tuas ações conseguem prejudicá-los de alguma mandeira.Listar resultâncias: a falsa intuição de anonimato e impunidade estimula atitudes irresponsáveis. Lembre aos estudantes que os registros pela internet são gravados e podem ser acessados pelos órgãos responsáveis. Preservar o canal de diálogo aberto: os educadores necessitam fazer uma relação de confiança e respeito com os estudantes de forma que eles se sintam à vontade para se avisar e solicitar ajuda. Falar regras de exercício: mais efetivo do que proibir é dialogar e envolver os alunos na decisão sobre isso regras e punições. Uma opção é a escola afirmar limites gerais em conjunto e os professores tomarem as decisões mais específicas com tuas turmas, de acordo com as características do ano em que estudam e dos interesses que apresentam. Usar a web de modo positiva: use a tecnologia para se anunciar com os alunos, publicando documentos, atividades e outros utensílios úteis pra sala.Posicione o teu roteador no melhor lugar possívelVariar configurações padrão que acompanham o teu AP. Alguns exemplos sãoSalomão Borges Vitorino comentou: 30/07/12 ás 00:49Procure por maneiras não financeiras de auxiliar tua famíliaFique concentrado a avisos de segurançaMensagem EspecíficoSelecione o melhor canal pelo qual os dados vão circularAmplie o horizonte deles mostrando promessas positivas e produtivas da tecnologia. Determine uma troca com os pais, utilizando ferramentas digitais pra envolvê-los nas conversas da escola. Intrometer-se mais rápido: por ter mais proximidade com os alunos, o professor costuma ser o primeiro a saber de conflitos entre eles, seja pela sala, ou nos ambientes virtuais. Então, converse com a turma e discuta soluções.Os problemas mais sérios precisam ser compartilhados com a equipe escolar e as famílias dos envolvidos. Em caso de crime, é imprescindível acionar as autoridades responsáveis pela proteção de moças e jovens, como Conselho Tutelar e Ministério Público (MP). A Secretaria de Estado de Educação (SEE) publicou em novembro de 2015 o Guia Participativo de Segurança e Dado nas Escolas Estaduais. A Versão 2.0 do Guia está sendo elaborada na Subsecretaria de Infos e Tecnologias Educacionais da SEE, por intermédio da colaboração dos adolescentes e professores, trazendo as discussões para um panorama mais atual. Para saber um pouco mais desse tópico, você poderá acessar o blog melhor referenciado nesse tema, nele tenho certeza que localizará outras fontes tão boas quanto essas, veja no hiperlink desse blog: net Combo nethd.com.br. A segunda versão do material tem antevisão de ser publicada no inicio do próximo semestre. O Portal Universidade Interativa da SEE detém um vasto equipamento que poderá ser utilizado para discutir e aprofundar sobre o assunto. São videos, dicas de atividades, orientações sobre isto segurança e incontáveis outros conteúdos que auxiliam no emprego seguro da Web.

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License